Publicado por: lilicasinger | setembro 30, 2012

GOSTO DE QUÊ?

O blog recém saído do forno da Lívia e da Carol é simplesmente imperdível! Fiquei super feliz que agora vou poder acompanhar todas as dicas das meninas que fazem o melhor brownie do MUNDO!!!

Vai lá: GOSTO DE QUÊ?

Publicado por: lilicasinger | agosto 12, 2012

Jordânia

A experiência mais diferente que tive nas férias foi o almoço no meio do deserto Wadi Rum preparado por beduínos. A viagem pelo deserto foi impressionante. A paisagem é incrível e não tem ninguém por lá! Todo passeio que fiz pelo deserto e depois Petra e Mar Morto fechei com o hotel que fiquei hospedada: Petra Moon – quem quiser mais dicas pode me mandar email.

As mezzes continuam presentes na culinária beduína. No nosso almoço comemos coalhada e homus além de uma saladinha de pepino e tomate com iogurte. O prato principal é um tipo de cozido de frango, tomate, cebola e batata, muito bem temperado. Uma comida com gosto de comida preparada em casa.

20120806-195035.jpg
Almoço no deserto Wadi Rum

Em São Paulo tem um restaurante que serve comida palestina, e que achei muito parecida com a comida que vi na Jordânia: é o Maramiah em Moema. Fui lá uma vez e gostei muito da comida. A decoração é simples, mas os pratos são muito saborosos. A Ailin Aleixo fez um post muito bacana sobre eles aqui.

Publicado por: lilicasinger | agosto 5, 2012

Capadócia – Turquia

Na Capadócia também comemos muito bem! Lá, o que tem em todos restaurantes é o cozido dentro de potinhos de cerâmicas.

Dibek

O primeiro restaurante que visitamos foi o Dibek, aparentemente é um restaurante bem tradicional e antigo. Fica no centrinho da cidade, não tem como errar. O salão é bacana: as mesas são bem baixinhas, o chão coberto com tapetes e almofadas e as pessoas tiram o sapato e comem sentadas nessas “salinhas”.

Provamos uma sopa bem típica, tomate com trigo. Muito gostosa. Comemos também gözlemes, as panquequinhas recheadas.

20120720-163421.jpg
Dibek

20120721-180035.jpg
Bulgur Soup e Gözleme

Pide Salonu

Também no centrinho, esse restaurante é praticamente só de pides (uma mistura entre pizza e esfiha aberta). São 12 sabores diferentes e provamos o de queijo com nozes – dekiciosa! E outro que era especialidade da casa, que achei mais ou menos. As pides são enormes! Pedimos uma pra cada, as sobrou muito! Vale a pena pedir uma só e comer uma saladinha.

20120725-194134.jpg
Pide de queijo com nozes

20120725-194301.jpg
Pide Salonu

Alaturca Capadócia

O Alaturca é um dos restaurantes mais charmosinhos de lá. Fica num hotel e as mesas ficam numa varanda que tem uma vista muito bonita. O kebab de lá foi um dos melhores da viagem toda. E o doce de semolina também valeu a pena.

20120725-194817.jpg
Kebab

20120725-194858.jpg
Doce de semolina

Ihlara Valley – Belisrma

No passeio pelo Ihlara Valley paramos em Belisrma e comemos numa cabana que fica sobre um rio rasinho que corre pelo vale. Aliás, esse passeio é muito bacana, não pode deixar de fazer.
Eu pedi o prato vegetariano que vem numa tigelinha de pedra e foi muito bom!

20120725-231912.jpg
Ambiente

20120725-232135.jpg
Prato Vegetariano

Seten

Outro restaurante muito bom que fomos é o Seten, que fica num hotel. É super charmoso, bom pra ir jantar. As fotos que tirei lá não ficaram boas. Pedimos umas mini almôndegas servidas com molho de tomate e um macarrão muito comum lá que é um mini ravioli recheado de iogurte. Achei a comida delicada, mas o Thiago não gostou tanto de lá.

Publicado por: lilicasinger | agosto 3, 2012

Istambul – Turquia

Minhas férias esse ano foram para Turquia, Jordânia e Itália. Resolvi separar os posts, para não ficar muito grande. O primeiro post é sobre minhas experiências em Istambul.

A comida na Turquia é sempre muito parecida: carne de cordeiro, coalhada, tomate, pepino. Os pratos típicos são kebab (tanto o que parece nosso churrasquinho grego quanto o que parece nosso kafta), pides e lahmacuns (muito parecidas com nossas esfihas abertas), gözlemes (panquequinhas bem fininhas recheadas), börek (tipo uma massa folhada recheada de queijo), baklava (doce de massa filo recheado de pistache ou nozes), etc…

O que eles tomam muito e que eu não recomendo é o Ayran – um iogurte bem aguado que eles tomam o dia todo, durante refeição, etc…

Hamdi

Um dos restaurantes que mais gostei foi o Hamdi, e fui lá duas vezes. É um restaurante bem tradicional e tem mezzes e kebabs maravilhosos. Lá da pra pedir um “menu degustação” por 70 liras (aproximadamente 80 reais). Não pedi porque vinha muita comida, mas pra quem tiver apetite vale muito a pena. O restaurante fica pertinho do Spice Market em Eminonu.
Além da comida ser deliciosa a vista da mesquita e do porto é linda!

Provei o kebab de pistache e outro com trigo e pimenta. Ambos deliciosos, mas o de pimenta foi o melhor! Se estiver em grupo grande acho que vale a pena reservar. Nas duas vezes que fui não reservei e não tive que esperar por mesa.

20120727-122241.jpg

20120727-202319.jpg
Kebab no Hamdi

20120727-202423.jpg
Doce de Pistache no Hamdi

Endereço:
Kalçin Sokak, 17 – Eminonu

www.hamdi.com.tr

Comida de Rua

Uma das comidas típicas de rua é o pão com peixe que vendem em Eminonu. As barraquinhas são na verdade barquinhos e o lanche vem com peixe e uma saladinha. Quando for fazer o passeio pelo Bósforo não deixe de provar.

20120727-202508.jpg
Pão com peixe em Eminonu

Os doces típicos são deliciosos, mas o melhor deles é a Baklava do Koska. Tem diversas lojas em vários bairros (tem perto do Gran Bazar, tem em Beyoglu, que é o bairro dos barzinhos).

20120727-202955.jpg
Baklavas no Koska

Outro lugar imperdível pra quem gosta de gastronomia é o Spice Market – o mercado de especiarias. É o melhor lugar para comprar temperos típicos, chás (o de maçã é o melhor) e nozes.

20120803-074952.jpg
Bazar de especiarias

Cooking Alaturca

O Cooking Alaturca foi um achado. Na verdade, fiquei triste de ter descoberto o restaurante / escola tão tarde, porque não pude participar das aulas de cozinha turca que eles oferecem. O esquema é assim: a dona da aula de culinária típica no período da manhã e no final da tarde e depois ela abre a casa para almoço e jantar. Fui almoçar lá e aprovei a comia! A sopa de lentilha levemente apimentada estava maravilhosa. Depois do almoço fiquei muito animada em fazer um almoço turco quando voltar para casa. O kebab com babaganuj também estava divido. O babaganuj foi um dos melhores que já comi. O restaurante fica numa rua bem próxima a Aya Sofia e Mesquita azul. Essa rua tem vários restaurantes bonitinhos, chama Akbiyik e achei bem melhor que os restaurantes que ficam na travessa da Divan Yolu. Valeu super a pena! O almoço para dois com entrada, prato principal e sobremesa ficou 56 euros.

20120727-202619.jpg
Sopa de lentilha em Alaturca

20120727-202724.jpg
Kebab com Babaganuj em Alaturca

20120727-202807.jpg
Figo Recheado em Alaturca

Endereço:
Fatih, Akbiyik Cad, 72/A

Cooking Alaturca

Metropolis

O Metropolis também fica na rua Akbiyik. Pedimos lá uma comida bem típica da Capadócia (tem em todos restaurantes da Capadócia) – é o Oriental Pitcher Kebab. É um kebab com molho de tomate, cebolas e cogumelos que é cozido num potinho e o garçom quebra esse potinho na mesa para servir a comida. É tipo um ensopadinho bem saboroso. Eu gostei!

20120728-191532.jpg
Garçom quebrando o potinho

20120728-191642.jpg
Kebab no potinho

Endereço:
Akbiyik Caddesi, 19 – Sultanahmet

www.metropolisrestaurant.net

The House Cafe

Um dos únicos lugares que fui em Beyoglu, que é o bairro dos barzinhos é o The House Cafe. O restaurante é muito charmoso e fica na rua de pedestres que tem bastante loja. Fui lá duas vezes também e gostei muito mais do dia que comi mezzes e pides do que do dia que pedimos pratos. Os pratos são enormes e o serviço é um pouco demorado. Lá eles servem limonadas e sucos diferentes que adorei!

20120728-191839.jpg
Mezzes e mini pides

Endereço:
Istiklal Caddesi Misir, 163 Beyoglu
www.thehousecafe.com

Topaz

O Topaz foi dica do PJ! O restaurante fica em Beyoglu e tem uma vista simplesmente INCRÍVEL! O restaurante também é lindo por dentro. Provamos como entrada o charutinho de folha de uva – muito muito bom- e o polvo (que até eu que não gosto de polvo, gostei!).

Como prato principal, pedi o baby lamb, que derretia na boca, uma delícia! O outro prato foi o risoto de frutos do mar, que veio desconstruído. Na verdade era um risoto de abobrinha que veio “embalado” em filés de peixe e os frutos do mar vieram enfeitando o prato (acho que com a foto da pra ter uma idéia melhor). É um risoto bem diferente do que estamos acostumados, mas muito saboroso e interessante.

É um restaurante mais chiquinho (e mais caro também – os pratos custam por volta de 60 liras), mas valeu muito a pena! Perfeito para um jantar romântico!

20120801-230945.jpg
Vista do Topaz

20120802-210718.jpg
Charutinho de folha de uva

20120802-230434.jpg
Polvo

20120802-230845.jpg
Baby Lamb

20120802-231301.jpg
Risoto de frutos do mar

Endereço:
Inönü Caddesi, 50 – Beyouglu

www.topazistanbul.com

NÃO RECOMENDO:

Dois lugares que fui por indicações que li na internet eu NÃO recomendo. São:
House of Medusa: a comida era gostosinha e o ambiente também. Mas achei muito caro pelo que o restaurante é. Fica em Sultanahmet (Yerebatan, 19).

Tarihi Sultanahmet Köftesici Selim Usta: também em Sultanahmet, fica na Divan Yolu, 12. Köfte é tipo uma almôndega, e como o nome do restaurante já diz, essa é a especialidade da casa. Eu não gostei da comida. Achei tudo muito gorduroso.

Publicado por: lilicasinger | julho 27, 2012

Quadrifoglio Caffe – Rio de Janeiro

Fomos ao Quadrifoglio Caffe no Leblon (é a filial com ambiente mais informal do que a matriz no Jardim Botânico) na véspera da meia maratona. Por isso tinha que comer uma massa simples com molho de tomate e não pude provar algumas opções deliciosas do cardápio – fiquei bem tentada com alguns pratos de carne da casa.

Meu pedido foi o fettuccine integral com molho de tomate cereja. Apesar de super simples o prato estava delicioso. Com certeza voltarei lá para provar outros pratos do cardápio.

Em relação ao custo benefício achei o Quadrifoglio melhor que o Zazá Bistro. O preço é parecido, mas gostei mais da comida no Quadrifoglio.

20120726-202254.jpg
Ambiente

20120726-202329.jpg
Fettuccine Integral com Molho de Tomate

Quadrifoglio Caffe
Rua Dias Ferreira, 147 – Leblon – Rio de Janeiro
Tel: (21) 2294-8749

Publicado por: lilicasinger | julho 17, 2012

Térèze – Rio de Janeiro

Essa dica foi do Armando. Aliás, muuuito obrigada Armando, eu AMEI esse lugar!
O restaurante fica no hotel Santa Teresa e tem um ambiente de deixar qualquer um boquiaberto. Os janelões iluminam a refeição com uma vista incrível (aproveite um dia de sol, apesar de ter adorado minha visita que foi num dia bem nublado).

A decoração também impressiona: os móveis são lindos e eu fiquei morrendo de vontade de ter em casa diversas peças de madeira que vi por lá.

Lugares como esse, que são bem turísticos e chamam a atenção pelo ambiente tem grande chance de pecar na gastronomia. Felizmente não é o caso do Térèze. O cardápio é bem completo e o que mais achei interessante é que eles indicam a procedência dos principais ingredientes de cada prato.

É intrigante também a opção do prato que altera todos os dias conforme qualidade dos ingredientes e humor do chefe!!

Eu provei o Baião de Seis, que é um filé mignon (super macio e que veio no ponto perfeito que eu pedi – muito mal passado) com seis pimentas e risoto de baião de dois. Estava sensacional, e todos que provaram meu prato também adoraram. Quando voltar lá provavelmente pedirei novamente a mesma opção.

20120715-001934.jpg
Baião de Seis

O prato mais pedido foi a moqueca de lagosta, que foi muito bem elogiada, mas achei a porção pequena. Outro prato que fez bastante sucesso foi a Caldeirada Capixaba, que é cherne cozido em papilotte com azeite de urucum.

20120715-002017.jpg
Caldeirada Capixaba

20120715-002545.jpg
Moqueca de Lagosta

Não podíamos dispensar a sobremesa. Provei o delicioso Canelé Dulce de Leche que nada mais é do que petit gateau de doce de leite com sorbet de pera (nunca comi um sorvete de pera com tanto gosto de pera quanto esse). Experimentei também o divertido Lolipop Rubro Negro: macarons de chocolate e morango servidos no palito com sorvete e calda de frutas vermelhas.

20120718-010121.jpg
Lolipop Rubro Negro

A conta não veio barata, de qualquer forma valeu a pena os R$ 150 por pessoa por uma refeição de 3 horas, com direito a couvert, prato principal, sobremesa, caipirinha, vinho e muitos risos.

Térèze
Rua Almirante Alexandrino, 660 – Hotel Santa Teresa – Santa Teresa
Tel: (21) 3380-0220

Publicado por: lilicasinger | julho 14, 2012

Zazá Bistrô – Rio de Janeiro

Nesse ano corri a meia maratona do Rio. Sorte minha, que a prova foi no dia 8/7 e dia 9/7 é feriado em São Paulo, então pude aproveitar mais do Rio e visitar restaurantes muito bacanas.

Almoçamos no charmoso Zazá Bistro em Ipanema num dia lindo de sol. O restaurante é muito fofo. O site já da uma boa idéia de como o ambiente é cheio de detalhes. Sentamos na varanda para aproveitar o dia lindo e também para evitar o ar condicionado congelante dos ambientes fechados no Rio de Janeiro. O segundo andar é muito agradável, cheio de sofás e almofadas e acredito que dê para reservar para pequenos eventos.

O cardápio é bem marítmo: quem não gosta de peixes e frutos do mar não terá tanta opção, mas ainda assim, as poucas opções parecem muito saborosas. Vi várias pessoas pedindo o Curry de Frango Orgânico e fiquei com vontade de pedir na próxima vez.

Eu provei o San Pierre grelhado acompanhado de spaghetti com molho de limão siciliano, abobrinhas e tomatinos marinados. Achei o spaghetti um pouco enjoativo, apesar de delicioso. O peixe estava perfeito (e olha que eu sou muito chata para comer peixe).

20120714-182617.jpg
San Pierre grelhado com Spaghetti ao Siciliano

O Thiago e Gui provaram o atum selado com sagu de tapioca, purê de batatas e couve crocante. A Carol pediu o peixe do dia com banana caramelizada palmito e aspargos. A apresentação dos pratos é incrível e o sabor não fica pra trás.

20120714-183115.jpg
Atum fresco com Sagu de Tapioca

20120714-184137.jpg
Peixe Grelhado do dia com Banana da Terra Caramelizada

Como sobremesa, pedimos o Devil’s Cake, que tem um descrição de dar água na boca no cardápio, mas não passa de um petit gateau servido num potinho de porcelana sem nada demais.

20120714-184319.jpg
Devil’s Cake

Adorei o restaurante e tenho vontade de voltar. Só achei um pouco carinho demais…

Zazá Bistro
Rua Joana Angélica, 40 – Ipanema – Rio de Janeiro
Tel: (21) 2247-9101

Publicado por: lilicasinger | julho 5, 2012

Saladerie

O Itaim é lotado de restaurantes, mas são poucos que oferecem opções mais saudáveis. Recentemente o bairro ganhou o Saladerie para aumentar esse time. O restaurante fica numa casinha charmosa na Adolfo Tabacow onde a especialidade são saladas (e algumas sopas agora no inverno).

As saladas – todas com nomes de celebridades francesas – fogem das combinações tradicionais que estamos acostumados por ai (ceaser, caprese, etc…). Lá aparecem ingredientes como: spaghetti de pupunha, marmelada de tomate, tartare de banana e todas acompanham alguma proteína: frango grelhado, rosbife, ragu de pato, camarões, etc..

Fui almoçar com a Cintia lá, e estava tão entretida na conversa que esqueci de tirar fotos… (Ainda bem que a Fernanda – proprietária da casa – foi muito simpática, e me mandou essas fotos para eu colocar no blog!)

A Cintia pediu a Carla Bruni – mix de folhas verdes, arroz 7 cereais, cogumelos, amêndoas, queijo de cabra e ragu de pato e eu provei a Fanny Ardant – mix de folhas verdes, beterraba assada, batata em cubos, aspargos frescos (muito muito deliciosos, por sinal), cebola caramelizada, peito de peru, redução de aceto e molho de framboesa. As saladas estavam divinas e elas são enormes! Só fui sentir fome novamente a noite. O molho sempre vem acompanhado num mini-bequer muito charmoso.

Além das saladas já prontas, existe a opção do cliente montar sua própria salada, mas olha, é muito difícil resistir às diversas opções do cardápio.

Pra quem não quer comer só salada, tem também algumas opções de quiches ou tortas, além das sopas que eu fiquei morrendo de vontade de experimentar como a Vanessa Paradis – uma sopa thai de frango!

Os preços variam de R$ 25 a R$ 35 – não achei super barato, mas é bem justo pela qualidade dos ingredientes e as opções saborosíssimas.

Rua Dr Mário Ferraz, 479 – acesso pela Rua Adolfo Tabacow

Tel: 3567-8004

www.saladerie.com.br

Publicado por: lilicasinger | junho 24, 2012

Marcelino Pan y Vino

Eu já queria ir ao Marcelino Pan y Vino desde que ganhou o prêmio de melhor sanduíche de São Paulo pela revista Veja. Fiquei com mais vontade ainda depois do evento Chefs na Rua que aconteceu na última virada cultural, onde a chef Daniela França Pinto serviu a polenta cremosa que faz parte do cardápio.

Com ambiente agradável e uma varanda muito charmosa, é quase impossível não se sentir completamente a vontade no restaurante que ocupa a esquina da Girassol com a Wizard na Vila Madalena.

Para começar, provamos o um delicioso pão preparado com batata doce e assado no forno a lenha. O pão – chamado de Bolo de Caco é ultra úmido e chega na mesa com manteiga de conhaque e alho (o conhaque é imperceptível), sal e azeite com pimeta rosa. Peça. Mesmo que seja para comer apenas o pão acompanhado de um bom vinho!

20120624-062511.jpg
Bolo de Caco-pão de batata doce assado no forno a lenha

Eu pedi o Quadrado de Rosbife que é um sanduíche preparado no pão folha recheado de rosbife e cebola caramelizada. O sabor doce da cebola que dá a graça para o sanduíche.

20120624-122902.jpg
Quadrado de Rosbife

O Thiago pediu a polenta cremosa com cogumelos crocantes que é servida com um ovo com a gema bem molinha e azeite trufado. Quentinha e deliciosa foi um pedido perfeito para as noites frias que temos tido em São Paulo, mas achei que o prato pode ser enjoativo para comê-lo sozinha.

20120624-123130.jpg
Polenta Cremosa com Cogumelos Crocantes

Entrou pra minha lista dos restaurantes que quero voltar sempre!

Marcelino Pan y Vino
Rua Girassol, 451
Tel: 3034-0461

Publicado por: lilicasinger | janeiro 15, 2012

Tre Bicchieri

Eu sinceramente esperava mais de uma casa em que os sócios são todos (ou quase todos) ex-Grupo Fasano. O ambiente é bem formal e achei bonito, mas um amigo que estava comigo achou a decoração igual a da casa da vó dele. Logo que cheguei, achei o atendimento atencioso, mas depois de 10 minutos, achei que estava atencioso DEMAIS. Havíamos lido em comentários no kekanto (leia sobre aqui), que o couvert não valia a pena e, portanto,  decidimos não pedir. Mesmo assim, os garçons nos perguntaram mais de 5 vezes se aceitaríamos o couvert.

Eu provei o tortelli de pecorino romano ao tartufo, por indicação do garçon. As primeiras três garfadas foram de fato maravilhosas, mas depois disso achei o prato enjoativo demais. (Sem contar que o prato chegou morno à mesa, então depois das três garfadas, o macarrão já estava frio).

Tortelli de pecorino romano ao tartufo

Provei um pouco do gnocchi da casa, esse sim, estava delicioso.

Gnocchi da casa

O Tiramisu vale a pena. Pouco doce, com sabor acentuado de café. Achei um dos melhores que já provei.

Tiramisu

O prato de petit-fours que acompanha o café é interessante. E trouxeram quantidade suficiente para que todos da mesa provassem, mesmo aqueles que não pediram café.

Os pratos de massa custam entre R$50 e R$ 70. E as sobremesas por volta dos R$ 20.

 

Tre Bicchieri

Rua General Mena Barreto, 765 – Itaim Bibi

Tel: 3885-4004


Older Posts »

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 26 outros seguidores