Publicado por: lilicasinger | outubro 15, 2009

Casa Garabed

Já tinha visitado o Casa Garabed há algum tempo, mas quando fui fiquei sem vontade de voltar. Pela insistência do Thiago (que é um grande fã das esfihas de lá desde a infância), resolvi dar mais uma chance pro famoso restaurante armênio de São Paulo.

Bom, não foi muito difícil relembrar tudo que me incomodou na outra experiência, começando pelo trânsito inevitável da longa marginal Tietê. O segundo problema é que quando se entra num restaurante que fica escondidinho, que tem o interior bem simples (bem simples mesmo com azulejos em todas as paredes) e que mesmo assim é super famoso e aclamado, é fácil pensar que ali é o mundo perfeito: certamente a comida é deliciosa, simples, bem temperada e barata!! Mas isso é a pura impressão. A comida é boa, mas é cara, bem cara.

Esfihas de cordeiro, carne e queijo

Decidimos ficar só nas esfihas (carro-chefe da casa) que são assadas na hora num forno a lenha gigante (25 m²). O preço é bem salgado – de R$ 4,20 a R$ 7,40 – e apenas algumas que provamos valem cada centavo. A primeira que comi foi a de queijo que é, de fato, muito boa. Provei a de cordeiro, super temperada e suculenta e quando estava quase esquecendo da minha birra com o lugar, comi a esfiha de carne (bovina). Pronto, aquele gosto forte da carne (ou do tempero, não sei), que me lembra carne de cordeiro mal-temperada, me incomodou demais. Acho que é um problema com o meu paladar, porque todo o resto do mundo adora as esfihas de lá, especialmente as de carne. Mas eu não gostei e, se eu voltar lá algum dia, não repetirei o erro. Vou ficar só nas esfihas de queijo, que são divinas.

Para finalizar pedimos dois doces sírios (dentre as diversas opções que ficam expostas suma vitrine, deixando todos os clientes com água na boca). A primeira foto é do bolo de semolina recheado de nozes e coberto com aquela calda de açúcar e flor de laranjeira. Estava MUITO bom, macio e super úmido. Já o doce da segunda foto – massa folhada com pistache – estava bem sem graça pra não falar que estava ruim. O pistache estava torrado demais e ficou com gosto de queimado. E mesmo com a calda, estava muito seco. Bolo de semolina com nozes

Doce de massa folhada com pistache

Recomendo pra quem não conhece, mas dúvido que alguém prefira a esfiha de carne do Garabed do que a folhada do Miski, que é mais barata e fica num lugar mais central da cidade.

Casa Garabed

R: José Margarido, 216 – Santana

Tel: 2976-2750

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: