Publicado por: lilicasinger | dezembro 29, 2010

Eñe – Gran Menu Degustação

Maitre desesperado, andando de um lado pro outro, pensando em como contar ao chef do restaurante espanhol que umas cliente que havia pedido o menu degustação naquela noite não comia frutos do mar. Essa foi a cena que o Thiago viu por alguns minutos e ficou rindo. Eu não tive culpa. O Thiago comprou um desses cupons em algum site de compra coletiva para um jantar a dois com direito ao Gran Menu (menu degustação com 8 pratos) no Eñe – um dos melhores restaurantes espanhóis da cidade. Eu já esperava que meu jantar não seria dos melhores, por não comer nem frutos do mar e nem frituras, resumindo, principais ingredientes da culínária espanhola. Mas o maitre me perguntou se eu tinha alguma restrição alimentar (pra minha felicidade e pra infelicidade do Thiago). Aparentemente o chef não teve problemas em montar o menu-com-restrições e eu pude provar feliz da vida todos os pratos. Foi o Thiago que se deu mal, porque o menu dele também teve restrições, e ele não pode se esbanjar de frutos do mar, como ele tanto queria.

O jantar foi perfeito: todos os pratos estavam deliciosos, alguns até bem exóticos. O atendimento, cuidadoso e educado, com garçons que sabiam descrever os pratos sem hesitação e o ambiente, charmoso, intimista e com pouca luz. (Na verdade a pouca luz foi ótima por um lado, mas por outro, fez com que minhas fotos ficassem PÉSSIMAS! Sempre as fotos dos meus jantares mais bacanas ficam ruins, droga!).

Um grande erro nosso foi aceitar o couvert. Tudo bem, os pãezinhos da casa são divinos, e a batatinha recheada com creme de queijo e pancetta não era de se jogar fora, mas nós tínhamos 8 pratos pra encarar (duas entradas frias, duas quentes, um peixe, uma carne, uma pré-sobremesa e uma sobremesa). Começamos com uma torrada com tomate e presunto cru. Em seguida provamos o gazpacho, refrescante e levemente picante. Depois foi a vez do creme de cogumelos (esse foi o prato que menos gostei, achei meio sem graça). A segunda entrada quente foi um creme de batatas com presunto cru que parecia uma polenta de batatas e estava delicioso.

Torrada com tomate e presunto cru

O melhor prato da noite foi o Olhete com crosta de fideos (um macarrãozinho que parece um palitinho) e ceviche de melancia. A ceviche de melancia era uma saladinha bem exótica, mas muito muito boa. Em seguida veio o cordeiro com cogumelos. A carne era bem gordurosa, e tinha um sabor forte, o Thiago comeu o dele e o meu de tanto que gostou.

Olhete com crosta de fideos e ceviche de melancia

Como pré-sobremesa recebemos um prato de queijos, três tipos diferentes: um mais forte, que acho que era de cabra, um bem cremoso e outro mais amarelo. Para acompanhar, uma geléia de figo fantástica. Como se já não bastasse, ainda comemos o creme catalão, que é um creme bem leve e levemente caramelizado (lembra um creme brulee, mas um pouco mais aerado).

O jantar foi maravilhoso, acho que um dos melhores da minha vida! E a conta foi baratinha, já que aproveitamos uma bela de uma oferta para visitar um restaurante tão bacana. Recomendo.

Eñe

Rua Doutor Mário Ferraz, 213  –  Itaim Bibi

Tel: 38164333

www.enerestaurante.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: